quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Brasil sua, mas vence o Cazaquistão e segue invicto no Mundial de Vôlei!

Era para ser um treino de luxo, mas o duelo contra o Cazaquistão acabou exigindo foco a todo momento da Seleção Brasileira na abertura da segunda fase do Campeonato Mundial Feminino de Vôlei. Nesta quarta-feira, a equipe brasileira venceu as asiáticas por 3 sets a 0, com parciais de 25-22, 25-22 e 25-18, em Verona (ITA), pelo Grupo F, com dificuldades nos dois primeiros sets. Esta foi a sexta vitoria do Brasil, que chegou a 11 pontos, na vice-liderança da na chave, atrás dos Estados Unidos, com 12. O próximo desafio das comandadas de José Roberto Guimarães é nesta quinta-feira, contra a Holanda, às 15h (de Brasília). Será o último confronto antes das pedreiras contra russas e americanas no sábado e no domingo. O destaque da Seleção bicampeã olímpica em quadra foi a central Thaisa, maior pontuadora com 14 acertos, seguida por Jaqueline, com 12. No Cazaquistão, a ponteira Radmila Beresneva anotou nove LANCENET

Tapajós empata com o Izabelense e está fora da segundinha

O Tapajós precisava da vitória, na tarde desta quarta-feira contra o Izabelense, para seguir na segundinha do Campeonato Paraense, Mas o Boto ficou no empate em 1 a 1, e com isso está fora das semifinais da competição. O Izabelense que jogava pelo empate ficou com segunda vaga do Grupo A2. O Tapajós saiu na frente com Moisés aos 42 minutos do primeiro tempo, mais o time de Santa Izabel acabou empatando na segunda fase com Wellinton de Cabeça aos 7 minutos. 

O Bragantino que já estava classificado antecipadamente goleou o Tiradentes por 4 a 1 e ficou em primeiro no grupo com 9 pontos. Os gols foram marcados por Patrick duas vezes, Paulo Cesar e Railson. Roni marcou para o Tiradentes. 

No grupo A1 a Tuna Luso mesmo perdendo para o Vênus por 1 a 0, gol de Tony Love, conseguiu a classificação em segundo lugar com 4 pontos, o primeiro lugar ficou com o Vênus que chegou a terceira vitoria e somou  9 pontos.No outro jogo o Ananindeua venceu o Vila Rica Por 4 a 0, e os dois morreram abraçados.

Brasil cai para a França e está fora do Mundial

No treino antes de enfrentar a França, o técnico da seleção brasileira, Luiz Augusto Zanon, chamou Érika num canto e disse que ela poderia fazer história se vencesse a atual vice-campeã olímpica e europeia. Afinal, a brasileira não tem mais tantos anos de carreira e este poderia ser o seu último Mundial. A pivô do Atlanta Dream, da WNBA, entendeu o recado, mas, na hora de colocar em prática, esbarrou outra vez no nervosismo e não apresentou o seu melhor basquete, que a fez se tornar uma das melhores do mundo. Mesmo com uma atuação bem abaixo do esperado, as europeias fizeram do jogo coletivo o diferencial e dominaram as brasileiras - levando um susto apenas no primeiro quarto (12 a 10). Com tranquilidade, a França venceu por 61 a 48 e avançou às quartas de final na Turquia. A cestinha do duelo foi a francesa Sandrine Gruda, com 17 pontos. A melhor brasileira foi Érika, com 11 pontos anotados e seis rebotes. Na próxima fase, as europeias terão pela frente a forte seleção americana, pentacampeã olímpica e dona de oito títulos mundiais em 16 edições. O confronto acontece na próxima sexta-feira, às 15h15 (de Brasília). Os outros duelos definidos das quartas de final são: Austrália x Canadá e Espanha x China. Turquia aguarda o vencedor de Sérvia x Cuba. Globoesporte

Na Segundinha, Izabelense e Tapajós disputam última vaga do Grupo A2

A primeira fase da Segundinha chega a sua última rodada e os clubes decidem seu futuro na competição nesta quarta-feira (1), às 15h30. Izabelense e Tapajós entram em campo em Santa Izabel do Pará, de olho na única vaga restante no grupo A2. Os dois só depende dos próprios resultado para manter vivo o sonho de subir para a elite, uma vez que o Bragantino já conseguiu classificação antecipada, enquanto o Tiradentes não possui mais chances.

Duas novas contratações agitaram os bastidores do Tapajós nesta semana: o atacante Branco e o meia Fininho estavam no Princesa do Solimões (AM) e agora integram o elenco do "Boto", podem estrear já nesta quarta. Os dois atletas são muito conhecidos no futebol Paraense. Branco foi destaque no São Raimundo (PA) em 2010, enquanto Fininho atuou pela Tuna Luso na mesma temporada.

O grupo realizou o último treino na terça-feira (30) no estádio municipal de Santo Antônio do Tauá, cidade próxima de Santa Izabel. Após cumprir suspensão, Ricardinho está de volta e o treinador Flávio Goiano terá o time completo para a partida. O Tapajós precisa de uma vitória simples para se classificar.
No Izabelense, a palavra de ordem é aproveitar o "fator casa" para conquistar a vaga, com apoio da torcida no estádio Edilson Abreu, mais conhecido por "Abreuzão".

O Tapajós deve jogar com o futebol de : Jader, Felipinho, Bruno Prado, Evair e Jaquinha; Boquinha, Felipe(Feninho), Amaral,Moisés, Lopes(Branco) e Ricardinho. Técnico: Flávio Goiano.

Globoesportepará

Charles Guerreiro é o novo técnico da Tuna para sequência da Segundinha

Charles Guerreiro é o novo técnico da Tuna Lusa para a sequência da Segunda Divisão do Campeonato Paraense. O ex-técnico do Princesa de Solimões assume a vaga deixada por Zé Carlos Pereira, que comandou o clube até a última rodada da competição, no empate sem gols contra o Vila Rica.
 – Fechamos com Charles Guerreiro e ele já está treinando com o elenco no campo. Acreditamos ser o nome certo para recolocar a Tuna no lugar onde ela merece, que é na fase principal, brigando pelo título – confirmou Fred Carvalho, diretor de futebol da Tuna.
Charles vai estrear nesta quarta-feira(01) no jogo decisivo contra o Vênus, onde o time luso precisa apenas do empate para garantir classificação para as semifinais da segundinha.
Charles Guerreiro tem 50 anos e certa rodagem como treinador. Já comandou o Paysandu, Remo, União Rondonópolis, São Raimundo e, por último, estava no time do Amazonas, onde acabou eliminado dentro de casa ao perder para o Santos-AP por 3 a 2. Globoesportepará

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Após duas derrotas, Brasil bate Japão, evita vexame e sobrevive no Mundial

O Brasil ainda não havia se encontrado no Mundial de basquete feminino e poderia deixar a Turquia no seu pior desempenho desde 1975, quando se despediu em 12º lugar na Colômbia. Com um elenco jovem e renovado (média de idade de 25 anos), o desequilíbrio emocional foi um dos maiores obstáculos da equipe verde-amarela. Depois de perder para República Tcheca e Espanha, o time entrou com a obrigação de vencer o Japão para avançar como terceiro colocado do Grupo A e evitar o maior vexame da história em Mundiais. Após início nervoso, as meninas da seleção deslancharam, controlaram e venceram as asiáticas por 79 a 56, nesta terça-feira, na Arena Ankara, na capital turca. Agora, a seleção do técnico Luiz Augusto Zanon espera o segundo colocado do Grupo B, que pode ser França ou Canadá. Ainda nesta terça, França x Canadá e Moçambique x Turquia se enfrentam para definir as posições na tabela. No momento, as turcas lideram com 4 pontos, seguidas pelas francesas e canadenses, com 3. Com uma atuação impecável, Patrícia deu show, marcou 27 pontos e terminou como a cestinha do jogo, ressurgindo como a grande protagonista da vitória verde-amarela. Erika foi outro destaque, com um duplo-duplo: 11 pontos e 11 rebotes. Clarissa, ao anotar 13 rebotes, e Adrianinha, ao dar seis assistências, também fizeram a diferença. Do outro lado, Mamyia e Miyamoto se destacaram, com 13 e 11 pontos, respectivamente. Globoesportepará

Tapajós anuncia as contratações de Fininho e Branco, para o jogo decisivo de quarta-feira

A diretoria do Tapajós anunciou na segunda-feira (29) a chegada de dois novos reforços para o time, antes da partida decisiva contra o Izabelense pela terceira rodada da segunda divisão do Campeonato Paraense. Trata-se do atacante Branco que estava no Princesa do Solimões (AM) e teve passagens por times do Pará como São Raimundo e Remo. O jogador chegou a Belém na noite de segunda e já treina com o grupo do Boto na tarde desta terça. Branco tem 29 anos, foi vice-campeão amazonense nesta temporada e disputou a série D do Campeonato Brasileiro pelo Princesa – o time foi eliminado na primeira fase da competição nacional. Em 2013, o jogador teve passagem pelo Clube do Remo disputando o Campeonato Paraense, mas foi dispensado pela diretoria do Leão no final do ano passado. Mas o atacante tem uma história marcante em outro clube paraense: o São Raimundo. Branco foi contratado pelo Pantera em 2010 e disputou a Copa do Brasil daquele ano, enfrentando o Botafogo do Rio de Janeiro.

Em Santarém, no estádio Colosso do Tapajós, o jogador marcou o gol da vitória sobre os cariocas – no jogo de volta, o Botafogo venceu por 4 a 3 e se classificou à segunda fase. Além desses clubes, Josinaldo da Lima, o Branco, também já jogou por Nacional, São Raimundo e Holanda no Amazonas. O jogador é natural de Caracaraí (RO).

Outro reforço anunciado pelo presidente Sandicley Monte,e o meio campo Fininho que também esteve jogando pelo São Raimundo de Santarém,ele estava jogando com o atacante Branco, no Princesa de Solimões. Os dois jogadores começam a treinar nesta terça-feira.

De acordo com o gerente de futebol do Tapajós, Elzo Costa, os dois atleta já está regularizada e poderão estrear na próxima quarta-feira (1), em Santa Izabel contra o time local.
O Boto de Santarém é o terceiro colocado da Chave A2 da Segundinha e faz um confronto direto contra o Izabelense pela segunda vaga nas semifinais da competição – o Bragantino é o primeiro classificado.
Globoesportepará