quarta-feira, 3 de abril de 2013

Mário Couto volta a denunciar corrupção na Federação Paraense de Futebol

O senador Mário Couto (PSDB-PA) voltou a denunciar, em discurso ontem (2), esquemas de corrupção na Federação Paraense de Futebol. O senador afirmou que a federação obriga os clubes a comprarem passagens aéreas da empresa Rocha Romana, que pertence ao diretor técnico da instituição, Paulo Romano. - O faturamento [da empresa] é brutal. Só aqui na minha mão, tem 23 passagens aéreas compradas. Como o governo do Pará ajuda os clubes, esse valor das passagens já vem descontado na ajuda que o governo dá para os clubes – ressaltou.

Mário Couto disse que a federação paraense "suga os clubes tradicionais" do estado e criticou o fato de a instituição ser dirigida "pelo mesmo presidente corrupto”, coronel Antônio Carlos Nunes, há mais de 20 anos. O senador sublinhou que os clubes Paysandu e Remo têm ambos mais de cem anos de tradição, mais de dois milhões de torcedores cada um, mas, mesmo assim, não conseguem chegar à primeira divisão do campeonato brasileiro. - Há quanto tempo não se vê um clube paraense na primeira divisão? Há quanto tempo um torcedor paraense não pode ver o seu clube disputando um campeonato brasileiro da primeira divisão? Já disputamos libertadores e agora estamos falidos à custa da corrupção desse coronel que se implantou - lamentou o senador. 


Fonte: Agência Senado 

Nenhum comentário:

Postar um comentário